7 considerações antes de decidir ser Consultor de Imagem

A carreira de Consultoria de Imagem está em alta já há algum tempo. Cada vez mais vemos pessoas interessadas em entrar para este mundo por muitos visto como glamoroso. Mas será que é assim tão fácil? Primeiramente temos que lembrar que assim como para qualquer outra carreira, é importante que a pessoa tenha o dom para tal profissão. E no caso da Consultoria de Imagem, que é um trabalho basicamente autônomo, mais ainda. Então vamos lá, o que realmente importa para alguém ser um Consultor de Imagem?

05

 

Gostar de Pessoas

Não existe nada mais importante para um consultor de imagem do que a habilidade e gosto por lidar com pessoas, conversar e comunicar. Se você é do tipo introvertido, que não gosta de perguntar muito ou mesmo de responder, poderá encontrar desafios na carreira.

Raciocínio Rápido

O Consultor de Imagem precisa ter a habilidade de decidir por conta própria e muitas vezes, tem que ser rápido na tomada de decisão. Às vezes as decisões serão de marketing, outras financeiras, mas sempre acontece de ser necessários respostas rápidas e precisas para clientes. Por mais que este trabalho não seja de “vida ou morte”, se não há resposta bem dada a um a pergunta, o profissional perde credibilidade.

Motivação

Não vamos ser redundantes e falar de “auto motivação*” que não existe. Um profissional de Consultoria de Imagem tem que ser capaz de estar motivado para o trabalho independente dos fatores externos. Se o sol, a chuva, um problema ou uma festa forem ameaças externas ao seu desenvolvimento você não perderá o emprego, simplesmente não terá faturamento e sua carreira estará em risco.

Aprendizado Contínuo

Embora as teorias aplicadas em consultoria de imagem não mudem, as ferramentas e soluções podem sofre impacto de tendências de moda ou mesmo tecnológicas. É importante que prestemos atenção ao mundo ao redor através de cursos, palestras, workshops e muita leitura.

04

 

Curso de Credibilidade

Com o crescimento do interesse na profissão aumentaram também os cursos oferecidos, infelizmente a qualidade do ensino não é uma garantia. Como a Consultoria de Imagem é uma profissão não regulamentada, não há como proibir a existência de alguns cursos que estão por aí. Verifique com uma associação profissional de qualidade a história e capacitação técnica da equipe docente em questão. Além disto, é importante saber se quem ministra o curso tem interesse genuíno em formar mais profissionais ou se o curso é apenas uma fonte de renda. Na maioria das vezes as pessoas só descobrem esta verdade quando o curso é concluído e não se sentem prontas para trabalhar.

Organização Financeira

Como no trabalho de qualquer profissional autônomo, na consultoria de imagem não há garantia de renda. Salvo, é claro, em situações onde o consultor decide trabalhar em uma loja ou tem um trabalho em paralelo. Desta forma, é indispensável ser capaz de economizar durante os períodos de fluxo financeiro maior para poder manter as contas (e vida em geral) em dia quando a entrada cai.

Foco!

É muito fácil se deixar levar por possibilidades que podem parecer interessantes em um primeiro momento, mas que alteram a rota do planejamento de trabalho. Se você não sabe onde quer chegar, acaba aceitando trabalhos que não levarão a lugar algum. É importante saber quem você quer ser no mercado e dizer não a trabalhos que possam desviar a atenção do objetivo final. Afinal, nem tudo o que reluz é ouro e é importante discernir quais as oportunidades são verdadeiramente preciosas neste caminho.

Se você acha que a consultoria de imagem é uma carreira que vai lhe trazer satisfação pessoal e profissional, entre em contato! Vai ser um prazer conversar sobre estas possibilidades e mesmo lhe ajudar a chegar “lá”! Quem sabe você vem até NYC e faz o nosso curso Internacional de Formação em Consultoria de Imagem do IRCNY conosco?

bjins

Lici

*Motivação é sempre interna, apenas você pode se motivar. Estímulo vem de fora, outras pessoas ou situações podem ser agentes de estímulo para você se motivar.